segunda-feira, 17 de junho de 2013

Exclusão

 
Exclusão
Como Baal, uma meretriz da noite em busca de sensações, desejos e sonhos,
ancorados  na parte mais baixa do meio...Aqui estou.
Olhos entreabertos, arregalados, nos observado como  bichos,
Urubus sem asas, com fome e medo de tudo e de todos.
Demônios tem corpos para possuir,
a mim restam as migalhas.
Excluídos, sem escola, sem teto, sem nome, sem afeto, sem amor e sem amigos,
obrigados a viver na solidão constante de pensamento e alucinações... Esta sou eu.
Baal, um anjo negro, na sua perfeita condição,
desejou e pagou o preço pela cobiça.
Prefiro cobiçar a ser cobiçada. Sim sou eu...
Porque assim sobrevivo contra esta corja de mascarados
e linguarudos.
Sem medo, sim sou eu.
A cada um o merecido lugar por não fazer nada...
Cantemos,  ode,  evoé aos Baals dentro de mim
com  sua coragem, louca,  livre, faminta e  suja,
de ser.
Para Simone Star
Evoé
Marcelo Oliveira

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário