segunda-feira, 28 de maio de 2012



FITA CREPE

O que seria do mundo, das artes, da vida se não existisse a FITA CREPE ?

Junta, fios, cabos, perucas, fantasias e brinquedos.
Liga, energia, apaga as manchas.
Cola, papel, madeira, vidro... Meio no improviso.
Arruma, concerta o que esta estragado.
Uni, o que esta solto, despregado, desorganizado.
Prega, quente, frio e porque não o morno? Prega sim.
Adere bem, fica uniforme, fica legal, faz curativo, para o sangue... Tudo arrumadinho.
Adesiva, mudanças, fecha, lacra, viaja.
Costura, figurino, cenário, som e  até iluminação.
Guarda, Comidas, caixas, jóias, papeis e até segredos.

Outro dia vendo a montagem de luz para um certo espetáculo, fiquei abismado com a quantidade  de fita crepe usada para acertar os detalhes das maravilhas do teatro. Primeiro colou os fios nas varas, depois costurou  as velhas cortinas e cobriu os imperfeições do cenário. Deixando tudo na maior delicadeza que nossos olhos não podem ver.
Em fim, tocado o terceiro sinal, nós da plateia nem notamos o feito da maravilhosa invenção chamada Fita Crepe.
E os aplausos, nervosos, alegres, eletrizantes no final do grande espetáculo. Tudo lindo, perfeito.

Fiquei imaginando aqueles pedaços de Fita Crepe, colados no espaço, levantando a voz como uma personagem da ação dramática em num momento revolucionário...

Fita Crepe - EU FAÇO PARTE DESSE SHOW!
Todos - Oh! (assustados)

Sairíamos correndo? Gritando  aos quatro cantos?

Todos - Naquela  peça só tem loucos!
 Artistas?

Ou daríamos o prêmio de o melhor da noite para a Fita Crepe?

Loucura ou não este objeto passou a ser de utilidade pública, necessária para nossas vidas, guardadas em nossa malas...

Seja ela  para colar o meu juízo ou as nossas desarrumações.

Salve a FITA CREPE que tanto nos ajuda, nos momentos mais dificies e delicados da vida.

Ela: Junta, liga, cola, arruma, uni, prega, adere, adesiva, costura, guarda e tantos outros feitos... Só ela pode fazer.

Pode ate colar a boca e as palavras de quem não tem nada a dizer...

Evoé.





Nenhum comentário:

Postar um comentário